Capítulo vigésimo

Já era noite e estava deitada pronta para dormir, uma chuva horrorosa caía e eu comecei a ouvir um chorinho bem baixinho de um animalzinho. Não aguentei e levantei. Sai no jardim para ouvir de onde vinha o som. Quando abri o portãozinho lateral da minha casa que dava para a calçada, lá estava ela: magrela, sem nenhum pelo no corpo e gelada.  Sempre pensei que os cretinos que largam os cachorros na calada da noite na rua deveriam morrer, ou queimar no inferno (mas tem um problema, não acredito em inferno). Peguei a Zig Zig!  

Sempre tínhamos a mistura de enxofre com óleo de cozinha pronta e passei nela toda. Um cheiro desgraçado! O tratamento deu certo, ela ficou toda peludinha. Todo mundo dizia que eu ia pegar sarna, nunca peguei. Tentei deixar ela numa casinha e fui dormir, mas ela não parava de chorar, levei ela para minha cama com enxofre e tudo (dormiu comigo até morrer de diabetes, doze anos depois). Minha mão ficou louca com o meu quarto todo empesteado de enxofre. 

Tem mais um monte de histórias que não caberiam nesse texto, mas preciso falar do Bart, meu primeiro cachorro com o Ricardo. Um Weimaraner, o último da ninhada, lindo e uma verdadeira peste! Foi operado seis vezes de tanto comer porcaria: pote de requeijão, manga, meia calça, e até uma bolinha de plástico com pininhos que ficaram enganchados no estômago. Santo Renato, o veterinário que operou ele todas as vezes! Bart foi a primeira palavra que meu filho falou! 

Tivemos a Sininho, uma cachorra encontrada na rua. A Sininho estava presa num arame farpado na Via Anchieta. Ela mancava, era cardíaca, e ainda assim, não perdia o astral! Nossas duas gatas, a Kaká e a Gisele, têm individualidades que eu não estava acostumada. Agora gosto! A Kaká, chutada na rua filhotinha, dorme toda noite na barriga do Ricardo e não tem um olho. Enxerga passarinho e barata como nenhuma outra. A Giselle é como a modelo: magra, alta, charmosa e vive desfilando pela casa. Ah! Atualmente temos o Nikko. E estou pensando em pegar duas galinhas e um papagaio, mas isso é outra história… 

Yara Dewachter

Capítulo 19 | Capítulo 21